Na estreia do judô, jovens Renan Torres e Larissa Pimenta, de 20 anos, são campeões do Pan

Judocas brasileiros vencem, respectivamente, o equatoriano Lenin Preciado, campeão do Pan de Toronto 2015 e a mexicana Luz Olvera, nesta quinta-feira, para subir ao topo do pódio

Por GloboEsporte.com
Lima – Peru

A quinta-feira ficou marcada pelo início das disputas do judô nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. E o Brasil começou com o pé direito. Renan Torres, de apenas 20 anos e estreante em Pans, derrotou Lenin Preciado, o campeão do Pan de Toronto 2015, na categoria -60kg. Já Larissa Pimenta bateu a mexicana Luz Olvera em uma final tensa e, também aos 20 anos, sobe ao mais alto lugar do pódio na categoria -52kg.

– É difícil descrever essa sensação. Estou muito feliz por ter chegado aqui. Essa medalha é importante para minha carreira. Tá ao vivo?! Quero agradecer toda a torcida, todo apoio que eu tive. É isso. Eu conquistei um sonho – afirmou Larissa, muito emocionada, depois de chorar bastante.

Larissa Pimenta na final do judô no Pan de Lima 2019 — Foto:  REUTERS/Guadalupe Pardo

Larissa Pimenta na final do judô no Pan de Lima 2019 — Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

O primeiro ouro brasileiro no judô no Pan de Lima foi de Renan, que tampouco compreendeu o tamanho de seu feito, e destacou sua força mental.

– Não caiu muito a ficha ainda. Estava um pouco nervoso por ser os Jogos. Mas minha cabeça estava bem focada, e eu tentei pensar como se fosse só mais uma competição na minha vida – disse Renan Torres, ainda incrédulo.

+ Confira o quadro dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019

Renan Torres na final do judô pelo Pan de Lima 2019 — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Renan Torres na final do judô pelo Pan de Lima 2019 — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Convocada para o lugar de Nathalia Brígida, que lesionou as costas, Larissa Farias representou a seleção brasileira no -48kg e terminou na quinta colocação.

Em três boas lutas, Renan Torres (-60kg) garante ouro

O brasileiro começou sua participação com uma luta dura. Ele vencia por um waza-ari, viu o rival empatar a poucos segundos do fim, mas conseguiu encaixar um golpe e bater Adonis Diaz, dos Estados Unidos. Em seguida, foi a vez de enfrentar o cubano Roberto Almenares na semifinal e, imobilizando o rival, vencer e garantir a vaga na final diante de Lenin Preciado, do Equador, campeão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015. Foram três ótimas lutas do garoto, que competiu pela primeira vez nesse campeonato.

– Eu já tinha perdido para ele (Preciado) uma vez, mas entrei mais forte hoje. Estudei bastante ele, estava bem confiante. Foi uma luta dura e eu senti que ia jogar ele. É uma emoção diferente. Jogos Pan-Americanos é totalmente diferente para mim. Fiz lutas duras. É muito legal isso.

Renan Torre na final do judô pelo Pan de Lima 2019 — Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

Renan Torre na final do judô pelo Pan de Lima 2019 — Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo

Renan Torres acabou vencendo dos outros três judocas que terminaram no pódio. A prata ficou com Preciado, já Almenares e Dias, de Cuba e Estados Unidos, respectivamente, foram bronze. A técnica Yuko Fujii comemorou a vitória e disse que o triunfo de Renan dará força aos outros jovens da delegação verde e amarela para o restante do Pan.

Larissa Pimenta (-52kg) conquista o ouro

A representante do -52kg iniciou com tudo, desbancando a dominicana Diana de Jesus por ippon depois de iniciar a luta com um waza-ari. Em seguida, fez uma luta longa e complicada com a peruana Brillith Gamarra, que contava com a torcida local, mas venceu no golden score depois que a atleta da casa levou três shidos. Ela fez a decisão contra Luz Olvera, do México, e a luta foi para o tempo extra. A rival, contudo, cometeu três infrações e foi desclassificada, garantindo a medalha de ouro para o Brasil.

Larissa Pimenta luta na categoria -52kg nas disputas de judô no Pan — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte

Larissa Pimenta luta na categoria -52kg nas disputas de judô no Pan — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte

Larissa Farias (-48kg) em quinto lugar

A lutadora Larissa Farias, da categoria -48kg, que substitui Nathalia Brígida, cortada por uma lesão nas costas, começou seu caminho vencendo a guatemalteca Jacqueline Solís. Ela não teve dificuldades para sair com vitória por ippon com uma chave de braço.

+ Siga as disputas do Pan de Lima, no Peru

Em seguida, uma pedreira: a campeã olímpica e mundial Paula Pareto, da Argentina. Larissa bem que tentou, mas sofreu um waza-ari e acabou derrotada, seguindo para a repescagem. Na luta contra Anne Suzuki, dos Estados Unidos, a brasileira venceu por um waza-ari.

Larissa Farias nas quartas contra Paula Pareto no judô no Pan de Lima 2019 — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Larissa Farias nas quartas contra Paula Pareto no judô no Pan de Lima 2019 — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

O embate pelo bronze contra Mary Dee Vargas foi pegado, e a chilena foi para o golden score com dois shidos. A brasileira tomou dois shidos na prorrogação. O tempo extra chegou a 13 minutos, e a judoca do Chile saiu vencedora ao derrubar a brasileira e conseguir um waza-ari.

– Dei meu máximo para lutar de igual para igual. Eu acho que fiz uma grande luta. Estava me sentindo bem, mas com o tempo o rendimento deu uma caída. Acho que tenho potencial para estar entre as melhores. Para mim foi incrível. Eu sabia que estava aqui para fazer uma competição sensacional, a medalha não veio, mas eu vim aqui para fazer o que eu amo – falou.

Veja a programação do judô do Brasil no Pan

Sexta-feira, dia 9/8
Feminino: Rafaela Silva (-57kg)
Masculino: Daniel Cargnin (-66kg) e Juninho Bomba (-73kg)

Sábado, dia 10/8
Feminino: Aléxia Castilhos (-63kg) e Ellen Santana (-70kg)
Masculino: Eduardo Yudy Santos (-81kg) e Rafael Macedo (-90kg)

Domingo, dia 11/8
Feminino: Mayra Aguiar (-78kg) e Beatriz Souza (+78kg)
Masculino: David Moura (+100kg)

Horários*
17h – Preliminares 
19h – Finais 
*de Brasília

O Pan de Lima

O Pan de Lima reúne cerca de 6.580 atletas de 41 países das Américas. Dos 39 esportes, 22 valem como classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. No total, o Brasil terá 485 atletas em ação na capital do Peru. E os canais SporTV transmitem ao vivo os principais eventos até o dia 11 de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *